Sundown Vblade 250 | Test-Drive

Por Alessandro Temperini 29/fev/2008 27 comentários
Sundown Vblade 250

Próximo passo para quem quer progredir no mundo moto, a categoria 250 é a que mais deve crescer nos próximos anos. E para atender a esse público que, além de usar a moto como meio de transporte, também quer fazer viagens curtas no final de semana, a Sundown trouxe a [bp]Vblade 250[/bp]#sundown vblade para o mercado nacional.

A moto da Sundown tem muitas qualidades, porém algumas partes poderiam ter recebido uma maior atenção do fabricante. O motor é um bicilíndrico em “V” de 249 cm³, com apenas 19,5 cv a 8 mil rpm de potência – a sua principal concorrente, a [bp]Kasinski Mirage[/bp]#kasinski mirage tem 27,9 cv a 10 mil rpm declarada. O conjunto suspensão e freios estão “amarrados” a um quadro de duplo berço. Na dianteira, garfo telescópico e disco simples tipo “margarida”. Já na traseira, suspensão monoamortecida e freio a tambor.



Sundown Vblade 250

Na parte estética, a custom da Sundown chama a atenção pelo porte e, principalmente, pela grande quantidade de peças cromadas. Os destaques ficam por conta do painel digital com hodômetro sobre o tanque de combustível, rodas de liga-leve e anteparo frontal sobre o farol. Como itens de conforto, a Vblade traz pedaleira plataformas retráteis para o piloto e um prático sissy-bar (encosto) para o garupa. Como o produto é voltado para viagens curtas, o tanque, em forma de gota, tem capacidade de 14 litros e uma boa autonomia – cerca de 380 quilômetros.
Se a dianteira recebeu muita atenção da engenharia, a traseira parece ser de outro modelo. Em vez de formas arredondadas, a Sundown optou pelos ângulos retos, ou seja, as tampas laterais, pára-lama e lanterna são “quadrados”. Agora, é conferir, na prática, o desempenho da Sundown Vblade 250.



Sundown Vblade 250

O motor poderia ter um pouco mais de cavalaria e torque, principalmente para manobras em baixa velocidade e retomadas. Porém, em rotações mais altas e em velocidade constante, o propulsor tem bom rendimento e oferece boa economia – média de 27 Km/l. Além disso, a “motinho” é boa de curvas. O sistema de freios – disco simples e tambor – cumpre bem o seu papel. A suspensão dianteira “copia” bem as irregularidades do terreno. Já a traseira poderia ser mais firme.
Quando o motociclista sobe na Vblade tem a nítida impressão que está numa moto de maior cilindrada. Em função do guidão largo, é preciso muita atenção para transitar nos corredores formados pelos automóveis. Na estrada, a moto roda com mais desenvoltura. Ali é seu habitat. Para quem está acostumado com uma moto street vai estranhar a posição de pilotagem – sentado, em vez de montado na moto. O painel de instrumentos sobre o tanque tem um belo visual e boa iluminação noturna (azul), mas para conferir as informações, o motociclista precisa baixar a cabeça – e não somente os olhos – para verificar, por exemplo, o nível de combustível e a velocidade.



Sundown Vblade 250

FICHA TÉCNICA
MOTOR
Tipo – OHC, bicilíndrico em “V”, Quatro tempos
Cilindrada – 249 cm³
Potência – 19,5 cv a 8 mil rpm
Torque – 1,58 Kgfm a 6 mil rpm
Transmissão – Cinco marchas
Partida Elétrica

SUSPENSÃO
Dianteira – Telescópica, 114 mm de curso
Traseira – Monochoque, 100 mm de curso

FREIOS
Dianteiro – Disco simples, 240 mm e pinça de duplo pistão
Traseiro – Tambor, 160 mm



Sundown Vblade 250


Sundown Vblade 250

Via InfoMoto


About Alessandro Temperini

Publicitário, blogueiro e motociclista. =)
  • Gilmar

    Srs. estou pesquisando motos estilo custom 250 cc e ví anuncios de algumas Vblad como motorização da Virago 250 cc – Essa motorização já foi original da Sundown ou é adaptação?

  • Arlindo Lapolla

    Estou ate pensando ( somente pensando ) em vender a minha ,e comprar uma mais nova a 2100 a ultima que foi fabricada.

  • Dj-van-helsing1

    estou na duvida para comprar uma mais e o consumo dela?e sobre mercado de peças?

    • Arlindo Lapolla

       De A. LAPOLLA —-   Amigo…pode comprar é ótima media de consumo na cidade 32/kms/lts.,qualquer loja grande de motos encontra peças da V / blade.
      Para quem quer uma CUSTOM show de bola.

  • Arlindo Lapolla

    Acabei de comprar uma ano 2007 preta estou adorando por onde passa ela é cobiçada,gostosa de pilotar boa estabilidade,para quem quer ter uma custon eu recomendo.

  • Wagner

    Da pra usas-la no dia-a-dia (no transito urbano) pra trabalhar e estudar?

  • fernando

    po vei!! to qrendo comprar mano mas< po!! todo mundo queima essa moto mano?? me deeem uma luz!!

  • http://Site/Blog Alfredo O . F.M

    Tenho uma Titan 150 ESD 2008 ate mesmo cheguei pensar em vendela e comprar uma Vblade, mas estou de acordo com os companheiros, acho que exageraram no preço. ja que tem da mesma categoria, bem mais acessivel no preço. ja enquanto a dafra sem comentarios, outro exagero em preço..

  • http://Site/Blog Marcos Leite

    Estou interessado na compra da Vblade para uso alternativo no dia-a-dia, e gostaria de saber se alguém poderia me indicar um Teste Drive mais recente, que denote a evolução deste modelo desde o seu lançamento.

  • http://Site/Blog Marco Aurélio

    Acabei de adquirir uma Vblade, até agora as informações e comentarios que ouvi somente me levaram a acreditar que fiz um bom negocio, principalmente levando em conta o preço para poder adquirir uma Custon, que sempre foi meu sonho, e que infelizemnte para uma importada no momento não da.
    nota 10 para o acabamento.

  • http://Website Altair de Lima

    Tenho um Vblade desde março deste ano. Já fiz duas viagens com ela. É moto para quem tem prazer de pilotar, para ser utilizada em passeio. Até o momento não tive nenhum problema com ela, e estou muito satisfeito.
    Agora que quer moto para trabalhar, compra uma honda 125.